​Idosos iniciam de curso de alfabetização no CCI de Arujá

0
67

Em parceria, as Secretarias Municipais de Educação e Assistência Social implementaram o projeto de Educação de Jovens e Adultos (EJA) no Centro de Convivência do Idoso (CCI) de Arujá. Voltadas para pessoas da terceira idade que não sabem ler nem escrever, as aulas começaram na segunda-feira, dia 7.

Inicialmente foram matriculados 35 idosos no curso, que deverá funcionar de segunda a sexta-feira, no período da tarde. Na aula inaugural, os alunos foram recebidos pelo vice-prefeito e secretário de Educação, Marcio Oliveira, pela secretária de Assistência Social, Maria Luzia Bortone Salles Couto, e pela presidente do Conselho Municipal de Educação, Liane Graeff. O prefeito José Luiz Monteiro também esteve na aula.

Motivação

Segundo explica a secretária adjunta de Assistência Social e responsável pelo CCI, Lucia Ribeiro, a ideia de implementar o curso surgiu do interesse das próprias pessoas que frequentam as atividades. “Nós percebemos que alguns idosos não conseguem escrever o nome ao assinar a lista de presença. Foi aí que descobrimos que muitos não sabem ler nem escrever”, disse.

Emocionada, Helena Maria Santos, de 77 anos de idade, relatou que viveu uma infância muito pobre, quando morou com os pais e os 11 irmãos em uma fazenda em Paraisópolis, Minas Gerais. Pela necessidade de trabalhar, eles não tiveram condições de ir para escola. “Entre meus irmãos, eu vou ser a primeira a aprender ler e escrever. E vou conseguir, se Deus quiser”, disse.

Expressando muita alegria, a aposentada Cícera dos Santos, 80 anos, contou que está se sentindo jovem novamente por poder sentar em uma cadeira para estudar. “Tá sendo uma alegria, porque a gente precisa aprender a assinar o nome. É muito triste não saber escrever o nome”, revelou.

Satisfação

Contente com o projeto, o prefeito destacou a importância de elevar a autoestima dos idosos por meio de educação e cultura e integrá-los na sociedade. “É uma sensação de liberdade que essas pessoas passam a ter depois de entrar em contato com conhecimento e cultura. Durante a vida, elas não tiveram acesso ao ensino, e hoje, já na terceira idade, conseguem finalmente uma oportunidade de estudar”, disse.

Para o secretário de Educação, a satisfação pessoal e profissional de participar do projeto não pode ser medida. “Nossa alegria é incomensurável. Ver senhoras beirando os 80 anos, na melhor idade, buscando oportunidade de absorver maior conhecimento, não tem preço”, afirmou.

Já Maria Luzia comemorou o início das aulas dizendo que, embora não tenham conhecimento das letras, os ‘novos’ alunos do CCI carregam saberes muito importantes. “Elas com certeza trazem conhecimentos sobre a vida que devem ser muito valorizados e têm muito o que ensinar”, concluiu.

Serviço

O Centro de Convivência do Idoso fica na Rua Rio de Janeiro, nº 245, na Chácara São José. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 4655 2597.​​

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, comente
Coloque seu nome aqui