6ª Conferência Municipal de Saúde define propostas para etapa regional e elege delegados representantes de Itaquá

0
64

Norteada pelos eixos “Atenção Básica e Assistência Farmacêutica”; “Assistência Especializada”; “Saúde dos Crônicos e das Pessoas com Deficiência”; e “Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, Recursos Humanos e Relações de Trabalho” foi realizada em Itaquaquecetuba a 6ª Conferência Municipal de Saúde.

O evento reuniu cerca de 100 pessoas, incluindo o secretário municipal de Saúde, William Harada e demais secretários, vereadores, conselheiros e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), no último sábado, dia 23, no Instituto Federal de São Paulo (Rua Primeiro de Maio, número 500, bairro Estação) – sede de Itaquaquecetuba.

Com o objetivo de apresentar propostas para a Gestão da Saúde Municipal, a 6ª Conferência que teve como tema “Democracia e Saúde: Saúde como Direito e Consolidação e Financiamento do SUS”, elegeu 21 propostas de melhorias para o setor.

Entre as principais propostas aprovadas está o fortalecimento e expansão da cobertura por unidades de saúde da família no município de Itaquaquecetuba incluindo as devidas unidades de apoio, garantindo ações equitativas para as populações mais vulneráveis; informatização da rede de atenção à saúde, com implantação do prontuário eletrônico visando diminuir o absenteísmo e conscientizar os usuários, utilizando as mídias locais, instalação de um disque saúde no município; a implantação do Ambulatório Médico de Especialidades (AME) do município; ampliação de exames de apoio diagnóstico de média e alta complexidade para agilizar o encaminhamento em tempo oportuno para o tratamento dos pacientes de oncologia de acordo com o preconizado pela lei 12732/2012; criação de grupos operacionais de apoio às populações de riscos ambientais e violência doméstica.

Para a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Kelly Gasparini, as propostas correspondem aos anseios de uma saúde resolutiva para a população do município, com reivindicações de serviços que atendam às necessidades da região do Alto Tietê.

Na ocasião foram eleitos ainda os 16 delegados (quatro representantes da gestão, quatro representantes dos trabalhadores da saúde e oito representantes dos usuários) que irão representar o município nas etapas Regional, Estadual e Nacional de conferências.

O secretário municipal de saúde, William Harada, reforçou que a administração tem trabalhado para melhorar as condições de trabalho dos profissionais, otimizar os serviços prestados à população, humanizar o atendimento e implantar ferramentas que auxiliem no desenvolvimento da gestão da Saúde no município. “Estamos trabalhando para melhorar e todas as propostas levantadas serão levadas para a conferência regional”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, comente
Coloque seu nome aqui