Alunos dos CRAS criam projeto para conservação ambiental

0
63

A EMEB Eng. Chiozo Kitakawa contará nos próximos dias com um projeto de conservação ambiental criado por alunos que se formaram no curso de jardinagem do programa São Paulo Solidário, desenvolvido através dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS). Limpeza do terreno, poda de árvores, jardinagem e a criação de uma horta comunitária estão previstas nessa iniciativa promovida por meio da parceria existente entre a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e da Secretaria Municipal de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação de Itaquaquecetuba (Semecti), com apoio dos profissionais que acabam de ser inseridos neste mercado de trabalho e de forma voluntária se propuseram a contribuir com a comunidade local.

O projeto ganhou o nome de “RRR”, que significa Reduzir, Reciclar e Reutilizar.  Os mais novos jardineiros estão na unidade escolar trabalhando desde segunda-feira, dia 19 de fevereiro, e já iniciaram a retirada do mato e as podas de árvore. As atividades seguem ao longo das próximas semanas até que o serviço seja concluído.

Nesta quinta-feira (22), a primeira dama e secretária de Desenvolvimento Social, Joerly Nakashima, a dona Jô, esteve na escola para acompanhar o projeto e parabenizar os alunos pela iniciativa em zelar pelo espaço.

“Fiquei muito orgulhosa de ver que os alunos que se formaram no São Paulo Solidário estão praticando o que aprenderam e colaborando com a manutenção e zeladoria da nossa cidade. Por mais que a Prefeitura faça a limpeza, a participação da comunidade em manter tudo organizado é muito importante, e ver essas pessoas se voluntariando, praticando o bem e se preocupando com o próximo me enche de satisfação”, declarou a esposa do prefeito Dr. Mamoru Nakashima.

A visita contou com a participação da coordenadora do CRAS Caiuby, Cristiane Teixeira e da vice-diretora da escola, Glauce Aparecida Antunes Albuquerque.

PARCERIA O projeto São Paulo Solidário é um programa do Governo do Estado de São Paulo em parceira com a Prefeitura Municipal de Itaquaquecetuba. A iniciativa visa à inclusão produtiva e melhora da qualidade de vida das famílias em situação de vulnerabilidade social.

De acordo com a secretária municipal de Desenvolvimento Social, o objetivo principal do programa é fazer com que a família beneficiada, consiga gerar sua renda através dos cursos de empreendedorismo e de geração de renda, e assim se emancipar financeiramente.

Em 2017 mais de 500 pessoas passaram por capacitações em corte e costura, manicure, panificação, cabeleireiro e jardinagemque foram realizadas na Casa Aberta, Fundo Social de Solidariedade, bem como no CRAS Caiuby e CRAS Recanto Mônica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, comente
Coloque seu nome aqui