Câmara de Suzano aprova criação do selo “Amigo do Meio Ambiente”

A Câmara de Suzano aprovou, por unanimidade, o projeto de lei que cria o selo “Amigo do Meio Ambiente”. A autoria da propositura é do vereador Joaquim Rosa (PR). Além disso, o Legislativo aprovou mais...

107 0

A Câmara de Suzano aprovou, por unanimidade, o projeto de lei que cria o selo “Amigo do Meio Ambiente”. A autoria da propositura é do vereador Joaquim Rosa (PR). Além disso, o Legislativo aprovou mais seis itens.

O selo “Amigo do Meio Ambiente” será concedido às pessoas físicas ou jurídicas que divulguem, estimulem, ajudem ou colaborem para o desenvolvimento de ações de proteção ao meio ambiente. Os interessados em conseguir permissão de uso deverão pleiteá-la junto à Secretaria do Meio Ambiente. A análise será feita e, se concedido, o selo terá validade de um ano.

A segunda propositura aprovada foi o projeto de Lei complementar de autoria do Executivo, que revoga a Lei Complementar 203/2011, que autoriza o Poder Executivo a instituir o Fundo Municipal de Desenvolvimento e Meio Ambiente. A Casa de Leis também aprovou um projeto de Decreto de Lei que trata sobre o Dia do Maçon.

Os vereadores aprovaram, ainda, quatro moções de aplauso. Entre elas, uma moção homenageia o Instituto Virtutis, em parceria com a Paróquia Santa Rita de Cássia, na pessoa do padre Luiz Alberto Hidalgo, pela realização da 9ª Festa Nordestina. A autoria é da vereadora Gerice Lione (PR) e também do vereador José Silva de Oliveira (PMDB), o Zé Lagoa.

Tribuna

O vereador Antonio Rafael Morgado (PDT), o professor Toninho Morgado, utilizou seu tempo na Tribuna para convidar os colegas parlamentares e toda população de Suzano e região para a Plenária Preparatória Intermunicipal do PDT que será realizada amanhã (17), na Câmara, a partir das 19 horas. “Esse evento promete ser muito grande e é muito importante a participação de todos”, comentou.

Também solicitando a participação, mas em relação ao Plano Diretor, o vereador Joaquim Rosa foi à Tribuna pedir maior interação da Câmara e da população neste processo do Executivo. “O Plano Diretor é muito importante para a cidade, precisa da participação de todos nós”, argumentou. O vereador disse que o projeto é vital para que não aconteçam mais construções sem planejamento em Suzano, assim como nos anos passados. “Algumas construções na Vila Urupês que foram feitas sem planejamento adequado refletem na Vila Amorim em forma de enchentes. Temos que evitar novos casos nesse sentido”, opinou.

Já o vereador Lisandro Frederico (PSD) fez um discurso sobre o seu projeto de lei que trata sobre a proibição do armazenamento, comercialização, manuseio e a utilização de fogos de artifício e artefatos pirotécnicos de efeito sonoro que causem poluição sonora em toda a cidade de Suzano. “Eu peço o apoio dos nobres colegas em nome de todas as crianças autistas, de todos os idosos e por todos os animais. Todos sofrem com esse problema”, comentou. “Peço apoio de vocês para que apoiem este projeto, que não deem ouvidos as empresas clandestinas que estão pressionando para que o projeto não vá pra frente”, revelou. Lisandro afirmou que fará uma audiência pública para tratar sobre o assunto.


Participe da conversa