Evento ‘Empodera Mulher’ em Itaquá trouxe o protagonismo feminino como foco

A ação que aconteceu nesta terça-feira (27/03) contou com diversas atividades e foi promovida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social – CRAS Caiuby; O ciclo de comemorações ao Dia Internacional da Mulher em Itaquaquecetuba foi...

49 0

A ação que aconteceu nesta terça-feira (27/03) contou com diversas atividades e foi promovida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social – CRAS Caiuby;

O ciclo de comemorações ao Dia Internacional da Mulher em Itaquaquecetuba foi encerrado com o evento ‘Empodera Mulher’, realizado na ‘Escola Municipal Chiozo Kitakawa, no Jardim Caiuby, nesta terça-feira (27/03), com a presença em massa do público feminino e da secretária municipal de Desenvolvimento Social, Joerly Nakashima, a dona Jô.

A ação que contou com diversas atividades, aconteceu no período da manhã e tarde e foi promovida pelo Centro de Referência de Assistência Social – Cras Caiuby, equipamento da pasta de Desenvolvimento Social.

A programação iniciou com atividades como alongamento com a melhor idade, zumba aeróbica, seguidas de apresentação cultural, entrega de certificado do SEBRAE, roda de conversa sobre empreendedorismo, mostra de artesanato, feira de serviço ‘Mulheres Empreendedoras’, prestação de serviço de beleza (design de sobrancelha, corte de cabelo, esmaltação de unha e maquiagem), vacinação contra gripe, oficina sobre sexualidade e plantão de orientação sobre violência doméstica.

As rodas de conversa tiveram a participação de mulheres da cidade que por meio do trabalho de proteção social superaram situações de vulnerabilidade e que por um período de suas vidas foram beneficiárias dos programas de transferência de renda – Bolsa Família e Renda Cidadã e atualmente são monitoras dos cursos de geração de renda, compartilhando suas experiências e conhecimento profissional.

De acordo com a coordenação do CRAS Caiuby, o protagonismo das mulheres foi um diferencial neste evento com a feira de serviços e mão de obra feminina. As mulheres da comunidade e as acompanhadas pelo programa São Paulo Solidário trouxeram os produtos e peças fabricados por elas no ramo da panificação, corte e costura, jardinagem, beleza e comércio de vestuário. O objetivo foi a divulgação da mão de obra feminina na comunidade, bem como espaço para marketing dos produtos para geração de renda.

“É maravilhoso estarmos reunidas neste evento, debatendo assuntos importantes para nós. Essa união nos permite trocar experiências e propor políticas públicas para mulheres”, disse a secretária Dona Jô, que lembrou que outras ações foram realizadas ao longo deste mês em celebração ao Dia da Mulher.

PARCERIA Foram parceiros da ação o Fundo Social de Solidariedade, as Secretarias Municipais de Políticas Públicas para Mulheres, Educação, Saúde, Desenvolvimento Econômico e organizações sociais – União de Moradores Vila Zeferina e Acaledee.


Participe da conversa