Fiscais voltam a fechar ferro-velho irregular no Parque Maria Helena

0
25

Imóvel havia sido lacrado há dois meses e foi reaberto sem autorização; além de não ter alvará, estabelecimento espalhava materiais na calçada

O Departamento de Fiscalização de Posturas da Prefeitura de Suzano voltou a lacrar um imóvel que funciona como ferro-velho e depósito de recicláveis no Parque Maria Helena. A ação ocorreu na tarde desta terça-feira (15/05) durante averiguação de rotina dos agentes da repartição municipal.

O estabelecimento, que fica na avenida Major Pinheiro Fróes, havia sido fechado pelos fiscais no dia 20 de fevereiro deste ano porque não tinha alvará de funcionamento nem qualquer outra documentação que autorizava o comércio naquela área e também porque ocupava a calçada com materiais como sucata, lixo, pallets e móveis velhos.

O responsável desrespeitou a decisão daquela época e tornou a abrir o local. Após o flagrante, os fiscais fizeram novamente a lacração e ainda aplicaram uma multa no valor de R$ 1,8 mil, o dobro em relação à primeira autuação por ter sido um caso reincidente. O que estava espalhado no passeio público foi recolhido pelos agentes da Prefeitura de Suzano.

“Além de toda a irregularidade que constatamos, como a falta de documentação e o fato de o lacre ter sido rompido, a exposição dos materiais colocava as pessoas em risco, tanto os pedestres como os moradores do entorno. Por isso, relacramos o ferro-velho por tempo indeterminado”, explicou o diretor do Departamento de Fiscalização de Posturas, Edson Tavares.

Agora, para adentrar o local e retirar os materiais ali armazenados é necessária autorização prévia. Do contrário, caso ocorra, será novamente considerada uma infração. “O responsável nos disse no momento da ação que alguém da Prefeitura de Suzano havia autorizado a reabertura, mas essa informação não procede, pois o único órgão municipal que poderia dar a permissão é justamente o nosso e isso não aconteceu”, contou Tavares.

O diretor do Departamento de Fiscalização de Posturas ainda informou que o imóvel é invadido e que está verificando a identidade do verdadeiro proprietário para que seja notificado acerca da situação.

Quem quiser fazer alguma denúncia ou prestar queixa sobre outros casos pode entrar em contato com o setor pelo telefone (11) 4745-2046, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, comente
Coloque seu nome aqui