Guarulhos // Participação popular marca os três dias de Conferência de Assistência Social

A adesão da população à 10ª Conferência Municipal de Assistência Social “Garantia de direitos no fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social (SUAS)” marcou os três dias do evento que terminou na sexta-feira, dia 7,...

155 0

A adesão da população à 10ª Conferência Municipal de Assistência Social “Garantia de direitos no fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social (SUAS)” marcou os três dias do evento que terminou na sexta-feira, dia 7, no Adamastor Centro. Ao longo destes dias, um público de 350 pessoas, entre trabalhadores técnicos e profissionais do setor, entidades e usuários dos serviços de Assistência Social discutiu temas do segmento e aprovaram propostas que serão levadas à Conferência Estadual, além de elegerem 16 representantes (delegados) para a Conferência Estadual, marcada para outubro.

O secretário de Desenvolvimento e Assistência Social, Arão dos Santos Silva, apresentou um balanço da Pasta, incluindo a situação financeira, contratos, recursos humanos, estrutura organizacional e física de equipamentos herdados e as providências tomadas pela atual gestão e as perspectivas futuras.

Na avaliação de Arão, a realização da Conferência Municipal atingiu seu objetivo. “Durante estes três dias tivemos a oportunidade de debater, juntamente com a sociedade civil, o Conselho Municipal, profissionais técnicos da pasta e, principalmente, usuários, algumas deficiências, bem como diretrizes para aperfeiçoamento da política de Assistência Social em nosso município. Alcançando, portanto, as recomendações estabelecidas pelo SUAS”, afirmou.

Segundo o presidente do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), David Fumyo Gonçalves, a participação popular este ano foi significativa, sendo que 60% dos participantes são usuários do SUAS. “A participação superou as expectativas, porque esperávamos uma participação menor da população que está desanimada, desacreditada em relação à situação do país. Achamos que os delegados inscritos não compareceriam. É interessante que grande parte dos presentes, cerca de 60%, é de pessoas atendidas pelos serviços e entidades de Assistência Social do município”, explicou.

Participantes

Há dois meses freqüentando o Albergue Municipal, Ailton Menezes era um dos delegados presentes na Conferência. “É uma experiência nova, é a primeira vez que eu participo. Acho bom para saber as intenções da Assistência Social, o que vai melhorar e ter também apoio maior dos órgãos públicos”, disse.

A cuidadora de idosos desempregada e mãe de quatro filhos Selma Judite da Silva é moradora da região dos Pimentas há mais de 30 anos e participou pela segunda vez da Conferência Municipal. “É importante saber os critérios da política de Assistência Social, porque não é como nós vemos. A gente precisa entender melhor como tudo funciona, estar informado e atualizado”, falou.

Eixos temáticos

Divididos em quatro grupos, os participantes discutiram os eixos temáticos da Conferência: a proteção contributiva e o princípio da equidade como paradigma para a gestão dos direitos socioassistenciais; gestão democrática e controle social – o lugar da sociedade civil no SUAS; acesso às seguranças socioassistenciais e a articulação entre serviços, benefícios e transferência de renda como garantias de direitos socioassistenciais; e a legislação como instrumento para uma gestão de compromissos e corresponsabilidade dos entes federativos para a garantia dos direitos socioassistenciais.

Adolescentes do projeto “Jovens em Ação”, do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos, realizaram apresentações de dança, música e teatro no evento. Eles participam de oficinas temáticas de cidadania, oferecidas pelos equipamentos da Assistência Social, como os Centros de Referência de Assistência Social.


Participe da conversa