Parque Max Feffer terá aulas de ritmos e condicionamento físico no período noturno

Inclusão das atividades à noite deu-se pela demanda de alunos que buscam se exercitar em horários alternativos, como após o expediente A Prefeitura de Suzano vai disponibilizar, a partir do dia 5 de dezembro (terça-feira),...

65 0

Inclusão das atividades à noite deu-se pela demanda de alunos que buscam se exercitar em horários alternativos, como após o expediente

A Prefeitura de Suzano vai disponibilizar, a partir do dia 5 de dezembro (terça-feira), aulas noturnas do projeto Oficina Corporal. As atividades serão realizadas todas as terças e quintas-feiras, a partir das 17 horas, no Pavilhão Zumbi dos Palmares, do Parque Municipal Max Feffer. Os interessados devem comparecer ao local com meia-hora de antecedência para efetuar as inscrições. Nas oportunidades, serão ministradas gratuitamente aulas de ritmos e condicionamento físico para mulheres e homens acima de 16 anos.

A inclusão das atividades noturnas deu-se pela demanda de alunos que buscam se exercitar em horários alternativos, como após o expediente do horário comercial. As ações serão desempenhadas por profissionais de Educação Física à população em geral.

Mobilizado pela administração do parque, o projeto é executado de terça a sexta-feira, e também conta com horários diurnos, a partir das 7 horas. A adesão às aulas deve ser feita no local, sendo que o interessado precisa preencher um formulário de inscrição para iniciar o treinamento. As atividades se dividem a cada 30 minutos em treinos aeróbicos e funcionais.

De acordo com o coordenador do projeto, Milton Paiva, a adesão de praticantes dessas atividades tem aumentado a cada dia. Para se ter uma ideia, aproximadamente 300 alunos já frequentam semanalmente as aulas que envolvem alongamento, ginástica localizada, abdominal, circuito funcional e exercícios voltados para idosos.

“O Oficina Corporal é uma ação que visa, além do bem-estar físico e mental, a integração das pessoas que praticam algum tipo de atividade no parque. O projeto é composto por professoras de Educação Física, que aplicam seus fundamentos para cada tipo de aluno. Por conta de todo esse trabalho, estamos superando as expectativas e atendendo centenas de alunos que nos procuram diariamente. As atividades objetivam, além de tudo, a prática esportiva como forma de prevenção de doenças e para a integração social”, argumentou Paiva.

As aulas são ministradas a cada meia-hora, com direito à corrida, séries de abdominais e um vasto repertório de atividades para cada tipo de limitação física. “É um treinamento rápido, mas que garante bons resultados e um equilíbrio físico-mental para todas as idades. Com isso, montamos uma estrutura totalmente adequada para receber os munícipes que queiram praticar algum tipo de atividade física, principalmente após o horário de expediente”, analisa.

Mais informações sobre adesão ao projeto e horários devem ser obtidas na própria administração do Parque Max Feffer ou pelo telefone 4746-2539.


Participe da conversa