Univesp em Arujá: um dos resultados positivos do trabalho desenvolvido pela vereadora Ana Poli

– Com o saldo de 160 indicações apresentadas em favor da comunidade em bairros como Correias, Center Ville, Jacarandás, Vertentes, JD Nossa Senhora do Carmo, Mirante, Jordanópolis e vários outros, a vereadora Ana Cristina Poli...

77 0

– Com o saldo de 160 indicações apresentadas em favor da comunidade em bairros como Correias, Center Ville, Jacarandás, Vertentes, JD Nossa Senhora do Carmo, Mirante, Jordanópolis e vários outros, a vereadora Ana Cristina Poli encerra o ano de 2017 com vários resultados positivos, frutos de um trabalho  ininterrupto. Para ela, além de melhorias para os bairros, a grande vitória ficou por conta da instalação de uma unidade da Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo), que a partir de janeiro estará em funcionamento no prédio da Emef Sidônia Nasser do Prado.- Com o saldo de 160 indicações apresentadas em favor da comunidade em bairros como Correias, Center Ville, Jacarandás, Vertentes, JD Nossa Senhora do Carmo, Mirante, Jordanópolis e vários outros, a vereadora Ana Cristina Poli encerra o ano de 2017 com vários resultados positivos, frutos de um trabalho  ininterrupto. Para ela, além de melhorias para os bairros, a grande vitória ficou por conta da instalação de uma unidade da Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo), que a partir de janeiro estará em funcionamento no prédio da Emef Sidônia Nasser do Prado.

“Este ano nós elaboramos 15 moções e uma delas foi de apelo ao governo do Estado de São Paulo para que fosse celebrado um convênio  com o município visando a oferta do ensino universitário à distância por meio da Univesp, que é uma universidade gratuita e reconhecida por sua qualidade de ensino”, recorda. “A moção foi encaminhada em agosto e já no mês de outubro, graças ao apoio do deputado André do Prado,  tivemos a confirmação de que Arujá sediaria  um polo desta universidade. Esta é uma grande vitória para os nossos estudantes que concluem o ensino médio e não têm como pagar uma faculdade particular, enfatiza a vereadora, que tem acompanhado todo o processo juntamente com o secretário de educação Márcio Oliveira.A previsão é de que as aulas possam começar já no primeiro trimestre de 2018.

Os interessados em estudar nos polos precisarão disputar vestibular (da mesma forma que as outras instituições estaduais). Os mais bem classificados vão formar turmas para aulas em diferentes períodos. No primeiro ano, os alunos terão que ir ao polo a cada 15 dias para atividades presenciais e nos dias de prova. No segundo ano, a frequência deverá ser uma vez por mês. A partir do terceiro, apenas nas datas de avaliações. A unidade deverá ficar aberta todos os dias aos alunos com dúvidas sobre as disciplinas que cursam.Outros trabalhos

A vereadora Ana Poli é também a autora de decretos legislativos que garantiram a criação do  Fórum de Debates sobre a Segurança Pública e também do decreto que criou o fórum de debates para elaboração do Plano de Resíduos Sólidos do Município, abrindo oportunidades para que a população exponha a dificuldade de seus bairros e possa opinar sobre as possíveis soluções.Para melhorar o atendimento na área de Saúde, a vereadora também encaminhou ao governo do Estado uma indicação, mostrando a necessidade urgente de se ampliar o número de vagas oferecidas pelos serviços de referência na área da saúde. Além disso, a parlamentar tem forte atuação como relatora da Comissão de Defesa da Criança e do Adolescente, Comissão de Saúde, Educação e Assistência Social, Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária e também de justiça e redação.


Participe da conversa