Início Arujá Covid-19: laudo da Unicamp atesta eficiência do túnel de desinfecção da Acquanobilis

Covid-19: laudo da Unicamp atesta eficiência do túnel de desinfecção da Acquanobilis

0
355

O Instituto de Virologia do Departamento de Biologia da Universidade de Campinas (Unicamp) emitiu na quarta-feira (20) o laudo de eficácia virucida para o túnel de desinfecção fabricado pela Acqua Nobílis. A empresa arujaense torna-se a primeira fabricante deste tipo de equipamento a contar com um documento emitido por uma universidade renomada, que atesta não somente sua eficiência no combate aos vírus da família Coronavidae (Convid-19), SARS e MERS, como o fato de que o ozônio, utilizado neste equipamento não é nocivo à saúde e nem ao meio ambiente.

O documento, assinado pela professora doutora Clarisse Weis Arns, responsável pelo ensaio e laudo, mostra que a água e névoa ozonizada utilizadas no túnel de desinfecção são eficazes para inativação e destruição de partículas virais sendo, portanto, recomendado o seu uso como potencial agente virucida para estes vírus testados.

Laudo eficácia virucida Agua e Nevoa Ozonizada UNICAMP.pdf

O laudo foi recebido pela Acqua Nobilis como um start para a comercialização segura do produto. “Embora já soubéssemos o resultado, já que o ozônio é utilizado há décadas pela Rússia e muitos países da Comunidade Europeia como base de inúmeros tratamentos, era necessário contar com esta constatação por parte de uma instituição renomada como a Unicamp para que futuramente possamos garantir que a Anvisa (Agên

cia Nacional de Vigilância Sanitária) venha a indicar sua utilização”, afirma o empresário Cesar Augusto Marcuschi.

“Não há regulamentação pela Anvisa sobre os tratamentos que utilizam o ozônio com aplicação direta nas células. Depois da emissão do laudo, possivelmente, iniciem a normatização nesse sentido. O fato é que o laudo corrobora que além de outros tratamentos, o ozônio é um método eficaz para o combate ao coronavírus”, destaca Marcuschi. Ele diz que, de agora em diante, a empresa entra num ritmo muito mais acelerado para fazer frente aos inúmeros pedidos que, por questão de segurança, estavam em stand by até a obtenção do laudo.

“Esta semana esteve conosco o presidente da Associação Brasileira de Franchising, que diz que nosso equipamento corresponde à expectativa de associados representantes de várias grandes marcas, que tem lojas em shoppings ou mesmo nas ruas e que desejam alguma forma de proteção para poderem retomar suas atividades. Eles já nos fizeram um pedido grande e vamos agora entrar num ritmo de campeonato”, brincou.

Prefeita isabelense visita a empresa

A prefeita Fábia Porto, do município de Santa Isabel, também esteve na Acqua Nobilis para conhecer de perto o túnel de desinfecção produzido pela empresa arujaense e que pode reforçar a luta contra a Covid-19. Junto com a secretária de Saúde, Estela Santana, que também é médica, ela conheceu a tecnologia empregada no túnel e considerou bastante interessante.

Ela também conheceu equipamentos menores feitos pela Acqua Nobilis, que podem ser utilizados em ambulâncias, ônibus e outros veículos, utilizando o ozônio para eliminar possíveis microorganismos.“Muitas vezes o fluído corporal, como vômito, sangue ou outra substância pode infectar um transporte e a higienização pura e simples pode não ser eficiente. Já o ozônio realiza a desinfecção completa proporcionando maior eficácia na prevenção”, explicou César Marcuschi.

Ao Jornal de Arujá, a prefeita Fábia Porto afirmou que “Achei o produto e a iniciativa da empresa muito interessantes. Estamos analisando as possibilidades de implantarmos o serviço no município, dependendo de nossas necessidades. Estamos passando por um momento delicado em que boas ideias são bem vindas”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, comente
Coloque seu nome aqui