O prefeito Zé Luiz Monteiro visitou, na última quarta-feira, a Vibtech, empresa localizada no Parque Rodrigo Barreto e cuja tecnologia de ponta faz a diferença em vários segmentos do desenvolvimento nacional. Na ocasião, ele foi recebido pelos diretores Claude Longeard e Bernard Baudouin, que confirmaram a decisão de manter a empresa em Arujá, mesmo diante de propostas recebidas de outras cidades, por estarem vendo a rápida transformação de Arujá e confiarem na política de desenvolvimento da atual gestão.

                Prefeito e o Diretor Geral Joncy Silva, retribuíram a visita feita à Prefeitura pelos empresários e puderam conhecer o parque fabril e suas inovações, com um setor de pesquisa dos mais promissores, que garante sua presença no setor ferroviário, com a produção de sistemas de controle de vibração para a linhas 2, 4 e 5 do metrô SP, no segmento vibro acústico instalado por exemplo na Sala São Paulo, Complexo Praça das Artes do Teatro Municipal, Filarmônica de Belo Horizonte, Teatro Faria Lima, entre outros.

A fim evitar interferências de ruídos e vibração externas no interior teatro Faria Lima, Vibtech fabricou e suspendeu toda a estrutura do teatro, (cerca de 18mil toneladas), sobre isoladores especiais, fabricados totalmente no Brasil, cujo o maior deles chegou ao peso próprio de 1 tonelada, inédito no Brasil para esta aplicação.

 A empresa Arujaense também se faz presente no Estádio Beira Rio (Porto Alegre), com a proteção da nova cobertura em relação ao esforço do vento.  E surge também no segmento naval, com dispositivos para submarinos diesel elétrico e corvetas do arsenal da Marinha Brasileira

                Conforme foi demonstrado, outra importante participação da empresa Arujaense é no segmento sísmico, com o desenvolvimento isoladores sísmicos para os transformadores de corrente em zonas sísmicas atendendo a grandes clientes como Alstom, GE, ABB, Grid Solution entre outros. Nomes como estes tornaram a Vibtech o que é hoje, provando sua qualidade, comprometimento e seriedade ao tratar com grandes clientes, projetos e obras.

                Além disso, conforme enfatizou Claude Longeard, a empresa também exporta produtos para diversos países, como Estados Unidos, Chile, França, Argentina, Bolívia, Espanha, Jamaica, Colômbia, além de peças para zonas sísmicas e aeronáuticas.

Em Arujá há quase meio século

A Vibtech se instalou em área da Avenida Armando Colângelo em 1976. “Neste tempo as ruas nem eram asfaltadas e a situação da cidade fazia discrepância em relação à tecnologia que se tinha na época nas dependências da firma. Hoje a Vibtech está alinhada a esse progresso humano e tecnológico acreditando na atual gestão, bem como à visão desenvolvimentista de inovação e tecnologia proposta para transformar Arujá e percebemos o total comprometimento do prefeito Zé Luiz e do secretário Juvenal Penteado”, disse o diretor Bernard Baudouin.

O prefeito Zé Luiz, assim como o Joncy Silva, não esconderam sua admiração com o potencial da Vibtech.  “Nós sabíamos que se tratava de uma empresa com quase meio século de existência na cidade, mas nos admiramos com o seu crescimento tecnológico e pelo fato de seus componentes estarem presentes no metrô de diversas cidades brasileiras, nos navios e submarinos da Marinha Brasileira e de vários outros países como Estados Unidos, Argentina, Chile, conforme nos foi informado. É uma honra para nós ter uma indústria com esse potencial e que leve o nome de Arujá de forma tão positiva para o cenário internacional”, disse o prefeito Zé Luiz, que agradeceu a carinhosa recepção dos proprietários Claude e Bernard, que são de origem francesa, e que fizeram questão de apresentar todos os funcionários.

Claude Longeard comentou com a reportagem sobre sua alegria e de sua equipe com a visita do prefeito. “Foi uma honra para nós, nossos funcionários ficaram muito contentes em conhecer o prefeito e ouvir as informações de seus projetos. E foi com grande admiração e desejo de ajudar que comunicamos nossa decisão de manter a Vibtech em Arujá e ajudar a fazer da cidade uma das dez mais desenvolvidas em inovação e tecnologia no Estado”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, comente
Coloque seu nome aqui