Projetos educacionais complementares atendem 23 mil crianças em 2018

0
174

No total foram 50 projetos adicionais que contemplaram diversas ações paralelas ao conteúdo programático

A Secretaria de Educação de Suzano fechou o ano letivo de 2018 com grandes conquistas no setor pedagógico. Aproximadamente 23 mil alunos da rede municipal de ensino foram atendidos em 50 projetos complementares que atenderam diversas ações paralelas ao conteúdo programático. Os trabalhos tiveram o apoio de outras pastas, além de parcerias com instituições privadas e órgãos estatais.

Ao todo 88 unidades da rede municipal receberam, pelo menos, uma ação proporcionada por programas adicionais da Educação. Os trabalhos se dividiram na Campanha da Boa Visão, programas de combate ao desperdício de água e de energia, instalação de Hortas Educativas, projetos de Educação Ambiental, campanhas de conscientização de trânsito e projetos em parceria com a Guarda Civil Municipal (GCM) e com a Polícia Militar do Estado de São Paulo, bem como teatros, musicais, visitas aos monumentos históricos, empreendedorismo, dentre outras ações.

As parcerias foram realizadas com diversas organizações privadas e públicas, e com as secretarias municipais de Meio Ambiente, de Saúde, de Cultura, de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego, de Transporte e Mobilidade Urbana, de Esportes e Lazer e de Segurança Cidadã, bem como com o Fundo Social de Solidariedade e com o Viveiro Municipal Tomoe Uemura.

“Os projetos desenvolvidos buscam por metodologias e práticas pedagógicas que influenciem diretamente nos resultados da aprendizagem, uma preocupação que ultrapassa as esferas da escola e da comunidade”, destacou o secretário municipal de Educação, Leandro Bassini.

Diante deste contexto, os projetos desenvolvidos pela pasta adotam parâmetros da “Aprendizagem Baseada em Problemas” (ABP), que é uma metodologia de ensino, estudo e trabalho que deve ser utilizada sempre quando se trabalha com situações ligadas à vida social do aluno.

Este método possui uma ampla ligação com a de Projetos, atestando métodos baseados em problemas reais, do cotidiano do aluno. Como trabalho didático, é uma atividade com quatro características: atividade focada em uma intenção; plano de trabalho, de preferência manual; diversidade globalizada de ensino; e ambiente natural de aprendizagem.

Além os alunos, com o início do “Programa de Formação Continuada”, a Secretaria de Educação de Suzano realizou no ano de 2018 uma série de capacitações para cerca de dois mil profissionais da rede municipal de ensino. O programa terá continuidade neste ano e tem como objetivo priorizar diferentes linguagens para a ampliação do processo educativo.

A Educação de Suzano também deu início ao “Projeto Cantares”, uma iniciativa de formação aos educadores que possibilitou o trabalho com música em sala de aula. A ação teve como proposta vivências musicais lúdicas, que culminaram na apresentação do coral de alunos dos 4° e 5° anos na Cantata Natal dos Anjos, do “Natal de Luzes 2018”

De acordo com Bassini, foram dois tipos de formação destinados aos docentes de unidades municipais de educação infantil e de ensino fundamental. Os de caráter obrigatório, como Música e Teatro, e os livres, onde professores e funcionários puderam participar mediante inscrição.

“Algumas temáticas devido à grande procura serão oferecidas novamente neste ano de 2019 para nossos colaboradores. Acredito que todas estas ações são de grande valia para a formação de nossos profissionais e para o ensino de nossas crianças”, concluiu o secretário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, comente
Coloque seu nome aqui